Leandro e as oportunidades do agronegócio

03/07/2014 - Atualizado em 03/07/2014 14:55

Quando tinha 14 anos, Leandro Monteiro da Silva abandonou os estudos. Após discussão com seus pais, ficou decidido que Leandro deveria trabalhar. Seu pai levou-o para a fazenda e iniciou o jovem na operação de máquinas. “Meu pai falou, ‘então vamos para a fazenda, vou ensinar você a mexer com o trator, você sempre gostou de brincar com trator’, e sempre gostei mesmo, meu brinquedo era pá, carregadeira, caçamba, esses tipos de coisa que eu sempre gostei”, conta Leandro, que aprendeu a colher, plantar e operar algumas máquinas ainda jovem.

Mas Leandro não era certificado, o que dificultava a procura de empregos. Com um filho para criar e sem emprego, Leandro passou por maus momentos.  A família dependia do salário de sua mulher, que Leandro conheceu quando voltou a estudar. “Chegou uma vez que tive que vender uma aliança minha pra poder dar o leite pro meu nenê. Chegou um dia que minha mulher chegou e falou assim pra mim, ‘Leandro, não dá mais não. Tá difícil. Só o meu salário não tá dando (…) vamos fazer alguma coisa”, revela Leandro, que então descobriu o Programa Qualifica Mato Grosso, que qualifica trabalhadores para o agronegócio em todo o Estado do Mato Grosso.

O programa do governo é totalmente gratuito. São 17 cursos de qualificação, ensinando do preparo de um solo até a operação da máquina mais pesada. “Desde quando se prepara um solo, nós fizemos lá. Nivelação, gradeação, preparamos o solo, calcário, adubo. Ensinaram a gente a preparar tudo. Ai fomos pra parte de planta, ensinaram a gente a regular plantadeira, como se alinhava uma plantadeira no leito. E lá foi bom pelo seguinte, acabava o curso e já encaminhavam você para um serviço”, conta o operador de máquinas, que revela a segurança que existe em saber que ao final do mês o dinheiro para pagar a comida de seu filho estará na conta, aumentando a qualidade de vida da família.

Qualifica Mato Grosso

O Programa Qualifica Mato Grosso já capacitou mais de 11 mil pessoas em Mato Grosso, tudo o que eles precisaram fazer foi o mesmo que Leandro fez, mostrar interesse, justamente o conselho que Leandro dá aos que estão na mesma situação que ele já viveu.

“O cidadão mato-grossense, se ele parar, olhar e buscar, ele tem muitas vantagens no nosso estado. Tem emprego pra todo lugar é só a pessoa buscar, capacitação, curso e essas coisas que o governo do estado oferece muito. Se o cara tá carpindo com a enxada, mas quiser subir pra uma máquina, ou dirigir um carro moderno, é só ele levantar e buscar”, aconselha Leandro.

E sobre aquela aliança que Leandro precisou vender para comprar leite, ele já comprou outra com o dinheiro do trabalho como operador de máquinas qualificado.

Se gostou, compartilhe:

2018 - Todos os direitos reservados.