Mais Médicos aumentam atendimentos em MT

10/06/2014 - Atualizado em 18/06/2014 13:55

 

Consultas aumentam com Mais Médicos em MT

Mais Médicos aumenta em 12% o número de consultas em Mato Grosso

Estado aumentou em 198 o número de médicos em 104 municípios e distritos indígenas.

Com menos de um ano de existência, o Programa Mais Médicos já aumentou em 12% o número de consultas nas unidades básicas de saúde do Mato Grosso. Com o programa, em janeiro de 2014 foram registradas mais de 20 mil consultas, enquanto em janeiro de 2013, sem o reforço do programa, foram feitas cerca de 18 mil consultas.

Os resultados foram apresentados pelo secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Hêider Pinto, durante o Seminário Mais Médicos para o Brasil, Mais Saúde para os Brasileiros, ocorrido no último domingo em Cuiabá.

Segundo o secretário, o Ministério da Saúde atendeu 100% da demanda por médicos apontada pelos municípios de Mato Grosso e já bateu a meta inicial do programa. “Atendemos a 100% da demanda dos municípios e o Programa deu confiança à população no atendimento na atenção básica. Hoje a população sabe que tem perto de casa um médico todos os dias da semana, de manhã e a tarde, para ser atendido, o que significa menos internação, maior economia de recurso para o sistema e melhor qualidade de vida para o cidadão ”, enfatizou Hêider Pinto. O Mais Médico atende mais de 683 mil mato-grossenses nas unidades básicas de saúde.

Mais Médicos no Mato Grosso

Além dos 12% de aumento nas consultas, o program registrou no estado um crescimento de 24% nos atendimentos de pré-natal, de 4.515 para 5.596, no mesmo período, pessoas com diabetes registraram crescimento de 6% nas consultas, 3.728 para 3.942. Outro dado positivo foi a queda de encaminhamentos dos consultados para hospitais, 223 para 322.

Mais Médicos no Brasil

O Seminário Mais Médicos para o Brasil, Mais Saúde para os Brasileiros será realizado em todo o país para debater com gestores públicos os primeiros impactos do programa nas cidades beneficiadas. O Ministério da Saúde usou dados das mais de duas mil cidades beneficiadas com ao menos um médico do programa para fazer este primeiro levantamento. Essas cidades servirão como base nesses seminários.

Segundo o seminário, os dados do programa no Brasil são tão expressivos quanto os do Mato Grosso. A atenção básica cresceu 35% no País, a consulta de diabéticos aumentou 45%, atendimento de pacientes com hipertensão subiu 5% e o atendimento de pré-natal superou os 11%. Em todo o país, o encaminhamento para hospitais caiu em 20%.

 

Se gostou, compartilhe:

2018 - Todos os direitos reservados.