O sonho da casa própria em Rondonópolis

01/07/2014 - Atualizado em 02/07/2014 18:38

Viver de aluguel, como tudo, tem seus prós e contras. Tem quem prefira viver de aluguel, é mais propício ao estilo de vida, mas a maioria dos brasileiros preferiria ter sua casa própria  se pudesse escolher. Ter uma casa própria é um sonho para nós, brasileiros. Que infelizmente é distante para muitos cidadãos, contudo o governo federal em parceria com os governos estaduais, municipais e com a Caixa Econômica Federal tem agraciado alguns brasileiros com este sonho, através do Minha Casa Minha Vida.

O programa consiste numa ajuda dos governos em ajudar as famílias a realizarem este sonho. O estado subsidia junto com a Caixa Econômica até 96% das casas populares entregues à população, o restante é pago pelo novo proprietário em parcelas pequenas por um período de até 10 anos. As parcelas são pequenas para caber no bolso até de quem recebe um salário pequeno.

O Governo de Mato Grosso já investiu mais 650 milhões no estado, beneficiando mais de 20 mil famílias, como a da Técnica em Segurança do Trabalho, Luiza Silva, mão dos garotos Daniel e Jorge Luiz. Luiza recentemente pode sair do aluguel ao ser sorteada para receber uma das casas do Minha Casa Minha Vida de Rondonópolis, cidade da família.

Luiza conta que ficou tão emocionada que nem conseguia abrir a porta da própria casa no dia que recebeu a chave. “Era tanta a vontade de pegar, que quando ele, o rapaz que me acompanhou, entregou a chave pra mim, eu não conseguia abrir a porta da minha casa, eu estava tremendo muito, não estava acreditando que meu sonho de ter minha casa própria tinha sido realizado”, revela Luiza.

Casa própria – mudança de vida

A vida de Luiza é puxada, cuida dos dois filhos, trabalha como técnica de segurança do trabalho, cuida da casa e ainda arranja tempo para estudar. Mas a casa própria foi um alívio na correria. Antes da casa, Luiza afirmava não ter expectativa de vida pela insegurança que viveer de aluguel traz. “Você tem um projeto, mas tem que pensar que primeiro você tem um aluguel pra pagar. Com a casa mudou muito, o dinheiro que eu pagava aluguel vai para outros investimentos”, conta Luiza.

Como bem diz Luiza, só quem não teve casa sabe o que é ter uma. “A qualidade da vida da gente é outra, só quem não teve e hoje tem, pode falar”, diz Luiza na frente de sua própria casa.

Se gostou, compartilhe:

2018 - Todos os direitos reservados.