Programa Conviver: diversão na melhor idade

30/06/2014 - Atualizado em 30/06/2014 15:56


Primavera do Leste é uma cidade muito amistosa com os mato-grossenses que já gozam da melhor idade. Em Primavera do Leste os senhores e senhoras tem vasta programação para ser divertirem e amplo cuidado por parte do governo.

Que o diga o casal André Sontak, aposentado que deixou o Paraná em 2003, e Luzia Costa da Silva, aposentada de Batovi, chegou à Primavera do Leste em 2001, ambos se conheceram em um dos grandes bailes de quarta-feira promovidos pelo Programa Conviver. Frequentadores assíduos do Conviver de Primavera do Leste, André e Luzia são bem ativos e afirmam ter o projeto como segunda casa. Eles participam de quase tudo que o projeto oferece aos idosos.

“O projeto Conviver é muito bom, de muita alegria, muito lazer. Aprendemos as coisas, nos temos volêi, fustal, basquete, até futebol” conta Dona Luzia, e seu André complementa, “Tem hidro, e eu que tenho 72 anos já, eu não sinto dor em perna, não sinto dor em nada”.

“Me sinto bem demais da conta da física, da hidro, de tudo. É o lugar que eu mais gosto de estar, é lá”, revela dona Luzia, e seu André, na mesma sintonia, afirma “Lá é a segunda casa da gente”. O Programa Conviver forma uma irmandade que abraça todos os mais de 800 jovens senhores que comparecerem diariamente para as atividades. “Lá somos uma irmandade. Você passa uns dias sem ir lá, você fica com saudade das amigas e daquela amizade que você tem dentro do conviver”, revela dona Luzia.

O Programa Conviver

Além das atividades físicas, como a hidro, e os esportes em equipe, o Conviver oferece academia popular, aulas de fisioterapia e alongamento. Além dos tradicionais bailes de quarta-feira e festas como bailes de carnaval. O projeto oferece transporte gratuíto para todos os participantes, assim ninguém fica de fora da família Conviver.

O programa Conviver é financiado pelo Governo do Estado do Mato Grosso que recebeu R$ 4,6 milhões nos últimos anos. isso tudo para que o mato-grossense da melhor idade possa afirmar como a Dona Luzia que “Mato Grosso tem qualidade de vida”.

 

Se gostou, compartilhe:

2018 - Todos os direitos reservados.