Programa Saúde da Família

14/07/2014 - Atualizado em 14/07/2014 10:22


O Programa Saúde da Família (PSF) é fruto de uma parceria do Ministério da Saúde (MS) com o Governo do Mato Grosso que opera nos hospitais e unidades básicas de saúde (UBS) dos 141 municípios do estado.

Os esquema do Programa Saúde da Família é diferente de um atendimento médico comum. O Programa Saúde da Família prevê a formação de equipes médicas dedicadas a um número máximo de famílias, essa maior proximidade torna o acompanhamento mais humano e mais eficaz. Cada equipe é formada por no mínimo um médico, um enfermeiro, um auxiliar/ técnico de enfermagem e agentes comunitários de Saúde. Em Mato Grosso, cada equipe é responsável por no máximo 4000 pessoas, uma média de mil famílias.

Essa proximidade dá resultado, segundo a médica Mauricéia Becker, que participa de uma equipe do programa. Mauricéia atende em média 40 pacientes diariamente, a maior parte é de programas do próprio Programa Saúde da Família, “Temos os programas do PSF, que temos que seguir, que é o programa do diabético, do hipertenso, a saúde da criança, saúde do homem e saúde da mulher, gestante e deixamos um dia para encaixar o que falta fora dessas áreas”, explica a doutora.

Sobre a diferença de se ter um número fechado de famílias acompanhadas pela equipe do PSF, a doutora Becker esclarece, “a gente consegue dar um seguimento muito bom aqui na nossa unidade. Porque nossos hipertensos são controlados, graças a deus, tem um diabético ou outro que sai fora da linha, come um docinho e chega ai passando mal com quadro de hiperglicemia, mas, graças a Deus, dentro da nossa área, conseguimos ter um bom resultado. Porque nosso índice de AVC, esse tipo de coisa por descontrole, infarto, descontrole de pressão e diabetes é mínimo. Então a gente consegue fazer um trabalho muito bom”.

O melhor do Programa Saúde da Família

A doutora Becker ainda aponta qual dos programas dá o melhor resultado. “O Programa da Gestante eu acho que é o que melhor dá resultado. A gente vê que as gestantes conseguem ter um pré-natal tranquilo, um pré-natal bacana, fazem todos os exames, entendeu? Consegue dar um segmento certinho”, explica a doutora Becker.

O resultado positivo só é possível pelo vasto investimento do governo na área de saúde. Só em 2013, o governo do Mato Grosso investiu 67 milhões de reais no Programa Saúde da Família e a expectativa é de continuar crescendo.

 

Link relacionado: Unemat Medicina: oportunidade para todos

 

Se gostou, compartilhe:

2017 - Todos os direitos reservados.